Possível atentado em escola de SC mobiliza forças de segurança

Após surgir a informação de que um estudante planejava repetir o que houve em Suzano (SP).

PM vai fazer ronda nas escolas de Ilhota(Foto: Polícia Militar)

Após surgir a informação de que um estudante de Ilhota planejava um possível atentado em uma escola, a Polícia Militar decidiu intensificar a fiscalização na entrada e saída dos colégios. Segundo o comandante de Gaspar, major Pedro Carlos Machado Júnior, o trabalho da guarnição começou já na manhã desta segunda-feira. Paralelamente, a Polícia Civil investiga o caso.

O prefeito de Ilhota, Erico de Oliveira, informou por meio de redes sociais que conselheiros tutelares, psicólogos e assistentes sociais vão começar o que ele chamou de “blitz” nas unidades de ensino. O objetivo, nas palavras dele, é “tentar identificar crianças em potencial a tal ato […] vamos monitorar as crianças que se encontram isoladas e que sofrem bullyng”.

Ainda pelo Facebook, o prefeito disse que às 6h desta segunda-feira estaria pessoalmente nas escolas junto com a guarda municipal, para acompanhar a situação. A reportagem procurou a assessoria de imprensa da prefeitura de Ilhota para obter mais informações sobre a situação, mas ainda não obteve retorno.

A situação veio a público após as autoridades tomarem conhecimento de mensagens em um grupo de WhatsApp. Nele, um jovem aparece empunhando uma arma e sugere no texto repetir o que houve em Suzano (SP).

Fonte: NSC Total