Em vídeo, desembargador de SC usa linguagem de baixo calão em referência a juízas

Filmagem foi feita com cantor Leonardo. Por nota, desembargador afirma que não teve intenção de ofender e que colocações dele foram infelizes e reforçam cultura machista.

Um desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) divulgou nesta terça-feira (26) uma nota oficial de desculpas. Ela se refere a um vídeo (veja abaixo) em que o magistrado usa linguagem de baixo calão ao falar com juízas. O desembargador Jaime Machado Júnior aparece ao lado do cantor Leonardo e o apresenta a elas.

No vídeo, o desembargador cita o nome das juízas e apresenta o cantor. Em seguida, Leonardo fala e manda cumprimentos às magistradas. Ele é cortado pelo desembargador, que diz que “Nós vamos aí comer vocês” e o cantor ri. O juiz continua: “Ele segura e eu como”, apontando para o artista.

Na nota divulgada pelo desembargador, ele diz que reconhece que as colocações “foram inadequadas, infelizes e que, de fato, acabam por reforçar uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade”. Também diz que assume e aprende com seus erros e que espera que o episódio “sirva de lição não só para mim, mas para todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira”.

O TJSC também divulgou nota sobre o assunto. O tribunal disse que teve conhecimento do vídeo pela imprensa e que: “De pronto solicitou ao magistrado informações sobre o ocorrido e, a partir dos esclarecimentos, definirá quais as providências a serem adotadas”.

Veja o vídeo

Em vídeo, desembargador de SC usa linguagem de baixo calão em referência a juízas

Leia abaixo a íntegra da nota do desembargador:

Na tarde de hoje, fui surpreendido com a veiculação de um vídeo em que apareço ao lado do cantor Leonardo, em um encontro entre amigos, no qual faço comentários dirigidos a algumas colegas magistradas, com as quais possuo laços de amizade já de muitos anos. Inicialmente, quero esclarecer que em nenhum momento tive a intenção de ofender, menosprezar e mesmo agredir as minhas colegas, nem as mulheres em geral.

Reconheço que as colocações foram inadequadas, infelizes e que, de fato, acabam por reforçar uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade. Assumo os meus erros e com eles procuro aprender. Espero que este episódio sirva de lição não só para mim, mas para todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira.

Com informações do G1 SC