Preso homem que matou esposa a tiros de espingarda em Braço do Norte

No dia do crime, o acusado, em estado grave, foi transferido para a UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, onde permanecia internado até sua prisão.

Foto: Ilustrativa

Um homem de 52 anos, acusado de matar a esposa a tiros de espingarda, no bairro Uruguaia, em Braço do Norte, foi preso ontem. Logo após matar Anita Roecker Marcelino, 50 anos, o acusado tentou contra a própria vida, atirando contra si, mas foi socorrido e sobreviveu aos ferimentos. O crime foi registrado em 27 de setembro.

Durante as investigações, a Polícia Civil realizou diversas diligências para apurar os fatos e, diante das provas e evidências, o delegado Marcelo Bitencourt solicitou ao Poder Judiciário a prisão preventiva do acusado. O homem foi denunciado pelo crime de feminicídio tipificado pelo art. 121 do Código Penal, com uma pena que pode variar de 12 a 30 anos de prisão.

No dia do crime, o acusado, em estado grave, foi transferido para a UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, onde permanecia internado até sua prisão. O homem não tinha passagens pela polícia.

Os tiros foram de uma espingarda calibre 32. Um dos projéteis acertou o queixo de Anita, saindo pela cabeça, e o outro atingiu o abdômen. Em seguida, o acusado tentou tirar sua vida com um disparo efetuado na boca. Anita, devido à gravidade dos ferimentos, morreu minutos depois.

 

Com informações do Diário do Sul

Curta nossa fanpage