Confira a galeria de imagens da Superlua neste domingo

Fotos do fenômeno astronômico foram registradas pelo mundo.

A superlua nasce em frente à uma réplica da Estátua da Liberdade no centro de Buffalo, no norte do estado de Nova York, nos EUA (Foto: Julio Cortez/A

A Superlua foi registrada em diferentes países neste domingo (3). Nas fotos abaixo, os registros foram feitos em Mianmar, na Inglaterra, na França e em Israel. A Superlua ainda poderá ser observada em 1º e 31 de janeiro do ano que vem, segundo a agência espacial americana (Nasa).

A Superlua aparece quando a Lua está mais próxima ao planeta Terra. A Lua é o satélite natural da Terra. Para acompanhar o fenômeno astronômico não é necessário o uso de telescópios. As condições climáticas podem, porém, atrapalhar a visibilidade da Superlua.

Alguns equipamentos podem ajudar a enxergar a Superlua com mais detalhes, como lunetas, binóculos, telescópios ou câmeras.

Essas duas primeiras superluas – a deste domingo e a do feriado do dia 1º – são uma boa chance para treinar as fotografias do que promete ser a versão “especial” no ano que vem. No dia 31 de janeiro, o fenômeno será acompanhado de um eclipse lunar total.

A má notícia é que ele não será visível no Brasil. O eclipse será visto do oeste da América do Norte, em todo o Pacífico até a Ásia Oriental. A superlua do dia 31 também será a segunda lua cheia do mês de janeiro, chamada de Blue Moon (Lua azul).

Superlua vista da ponte Rio Negro, em Manaus, no início da noite deste domingo (3) (Foto: Edmar Barros/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Foto da Superlua atrás de Pagoda em Mianmar, país do sudeste Asiático (Foto: Aung Shine Oo/AP)
Nesta foto, a Superlua aparece acompanhada da Abadia de Whitby, na Inglaterra (Foto: PA/AP/Danny Lawson)
A superlua é vista ao lado da mesquita Sheikh Zayed em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)
Foto da Superlua registrada em Marseille, no sul da França (Foto: Jean-Paul Pelissier/Reuters)
A Superlua também pôde ser vista neste domingo (3) de Netanya, em Israel (Foto: Ariel Schalit/AP)
A foto acima é um registro da equipe da Estação Espacial Internacional (Foto: Nasa/Joel Kowsky/AP)

Fonte: G1